24 fevereiro 2017

Como curei a sinusite do meu filho

Fala meu povo e minha póva!!! Tudo bele?
No post de hoje vou ensinar como aliviar e até mesmo curar a sinusite com apenas dois ingredientes. Infelizmente meu filho sofre muito pois ele é alérgico o que acaba fazendo com que ele a tenha com mais frequência. A cada 15 dias a sinusite sempre o ataca e ai dava febre, dor de garganta, vômitos pelo excesso de catarro e outros sintomas que logo abaixo irei descrever mais. E com tudo isso, lá ia eu correndo para a emergência para passarem antibióticos, o que também não era nada saudável para ele, pois curava de um lado mais acabava atacando outro, como estômago etc. Depois de várias idas na emergência, procurei um alergista, o que também não me resolveu muito. Além do tratamento ser muito caro, mesmo pelo plano, em torno de R$ 40,00 cada injeção, o que ele deveria tomar uma por semana, isso mesmo, uma injeção por semana durante 3 anos no mínimo. Fora que eu também deveria tomar as mesmas injeções pois descobri que também sou alérgica. Ae põe na ponta do lápis a fortuna que seria para mim.  Claro que infelizmente não teria o dinheiro para bancar o tratamento do meu filho então resolvi acabar com esse sofrimento do meu filho de alguma maneira e foi ai que comecei a pesquisar mais sobre o assunto e procurar maneiras de aliviar ou até mesmo curar a sinusite do meu filho e parar de vez de dar antibióticos. Já vou contar o que foi que eu fiz mas antes de tudo vamos entender um pouco mais sobre a doença?

O QUE É A SINUSITE?

A sinusite é uma condição comum em que o revestimento dos seios nasais se torna inflamado. Geralmente a condição é causada por uma infecção viral. Os seios nasais são pequenas cavidades, cheias de ar por trás das maçãs do rosto e testa.
Normalmente, o muco produzido pelos seios nasais drena para o nariz através de pequenos canais. Na sinusite, estes canais ficam bloqueados porque os forros do sínus ficam inflamados (inchados).


SINTOMAS E SINAIS

Geralmente, a sinusite ocorre após uma infecção do trato respiratório superior, como no caso de um resfriado. Se você tiver um resfriado persistente e desenvolver os sintomas que vou descrever a seguir, você pode ter uma inflamação dos seios nasais.
Os sintomas podem incluir:

Uma descarga verde ou amarela de seu nariz
Nariz entupido
Dor e sensibilidade em torno de suas bochechas, olhos ou na testa
Uma dor de cabeça
Uma temperatura elevada (febre) de 38 ºC ou mais
Dor de dente
Um sentido de perda de olfato
Mau hálito (halitose)

Obs: Crianças com sinusite podem tornar-se ser irritáveis, respirar pela boca, e terem dificuldade de alimentação. A sua fala também podem soar nasal (como se elas tivessem um resfriado).

Existem dois tipos de sinusite:

SINUSITE AGUDA

Essa é a mais comum. Se manifesta com dor e pressão na cabeça, secreção nasal, congestão, tosse e rouquidão. Os sintomas evoluem rapidamente e duram no máximo duas semanas.

SINUSITE CRÔNICA

Tem os mesmos sinais clínicos, mais eles aparecem de forma lenta e progressiva. Podem durar mais de 90 dias. A secreção pode ficar mais espessa e dificultar mais a respiração. Em alguns casos pode ser necessário fazer uma cirurgia endoscópica. Este é um processo para melhorar a drenagem do muco dos seios perinasais.

CAUSAS

Geralmente, a sinusite é resultado de um vírus de resfriado ou gripe que se espalha para os seios das vias aéreas superiores. Apenas alguns casos são causados por bactérias que infetam os seios nasais.
Um dente infetado ou infecção fúngica também podem, ocasionalmente, fazer com que os seios nasais fiquem inflamados.
Ainda não se sabe ao certo o que, exatamente, motiva que o problema se possa tornar crônico (de longa duração), mas tem sido associado com:
Alergias e doenças relacionadas, incluindo rinite alérgica, asma e febre do feno
Pólipos nasais (crescimentos dentro do nariz)
Fumar
Um sistema imunitário enfraquecido
Tratar devidamente as condições subjacentes à inflamação dos seios nasais, tais como controlar devidamente alergias e asma podem melhorar os sintomas de uma condição crônica.

Existe muito mais coisas sobre a sinusite que se eu fosse colocar aqui esse post iria virar um livro.
Agora vamos ao que nos interessa. O  que foi que fiz para melhorar/curar a sinusite do meu filho. Vamos lá!

INGREDIENTES:

1 copo de 200 ml de água mineral
1/2 colher de sal de cozinha
1 seringa (sem agulha)


MODO DE PREPARO:

Pegue água morna (Eu costumo pegar a água do chuveiro no modo quente), adicionar o sal e misturar. A seguir, com o auxílio de uma seringa, espirrar esta solução no nariz, tipo pequenos jatos, cuspindo em seguida a solução (pois sai pela boca também). Repetir este procedimento até acabar a água do copo, por 3 vezes ao dia, enquanto estiver em crise de sinusite.
Atenção: a água não deve ser engolida, pois estará suja e cheia de secreção.
Conforme vou lavando o nariz do meu filho posso ver claramente a secreção amarela e as vezes verde descendo pelo nariz e ele cuspindo pela boca.


Esta foi uma ótima solução natural e caseira para a sinusite que encontrei. A limpeza do nariz com água morna e sal permite que aos poucos a água com o sal dissolva a secreção presa nos seios nasais, facilitando a respiração e diminuindo as dores e o desconforto. Mesmo meu filho sendo alérgico, as crises diminuíram muitoooo. Ele costumava ter as crises de 15 em 15 dias. Mal saia de um tratamento com antibióticos e já entrava em outro. Agora posso dizer que ele demorou 5 meses depois da última crise onde eu já comecei esse novo tratamento. Não precisei levá-lo a emergência e nem dar antibióticos. Lavo até 3 vezes ao dia e pah!, em 1 semana no máximo, ele já fica 100%. Claro que não vou ser aquela mãe maluca que não vai mais levar o filho ao médico, claro que mesmo depois desse tratamento caseiro, que diminuiu bastante as crises dele, eu continuo de olho e se for necessário vou levá-lo sim para que possam diagnosticar o meu filho de maneira correta. Sempre devemos ficar de olho em cada detalhe, cada mudança em tudo. Mais sei que muitas mães, assim como eu, não aguentam ver seus filhos sofrerem tanto com qualquer tipo de enfermidade. E por isso mesmo, resolvi vir aqui compartilhar essa minha experiência com vocês e volto a lembrar que CADA CASO É UM CASO.
Esse foi o post de hoje e espero ter ajudado.
Até o próximo!!!
BEIJOS, BEIJINHOS E BEIJOCAS!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...